domingo, 7 de setembro de 2008

UM AMIGO UM RIACHO – UMA AMIGA UMA RIBEIRA – INICIO DA VIDA

A vida é como um curso de um riacho ou duma ribeira, são muito pequenos (as) que acabados (as) de sair do seu reduzido orifício.
Encontrando-se livres num estreito percurso, ainda nas suas tenras e únicas existências, de uma forma muito própria e inocente, vão andando com grande pressa, solitários (as) e destemidos (as).
Vou falar só num caso mas serve para ribeiras e riachos.
Não tendo conhecimento do que irá ser o seu trajecto, o que irá encontrar, este conhecimento será guardado para si como lições de vida, para depois contar com a experiência, durante os primeiros metros do caminho da sua vida, lá vai na esperança e curiosidade de aprender como encontrar o seu destino.
A vida dele será, de grandes desafios, que durante os terrenos que irá percorrer, alguns bastante acidentados e outros, calmos, serenos, neste caminho aprendeu a contornar alguns obstáculos, que lhe deram de certa forma uma segurança, pois ele ia crescendo á medida que ia avançando no seu curso, mas este caminho de solidão já estava a chegar ao fim, mais adiante iria juntar-se a outros riachos.
Estes recebiam todos como se fossem irmãos e muito unidos com uma grande cumplicidade, iam formando um grande e lindo rio., juntos eram uma grande força da Natureza, capaz de desbravar o Mundo, moldando-o para que o seu caminho fosse mais suave no trajecto que o destino tinha talhado para eles.
Juntos tinham a possibilidade de escolher o modo de desbravar o percurso que iram tomar, moldando-o em formas diferentes, a cada passo que davam, haverá algo de desconhecido e algo a transformar, assim ficará nas margens e fundos por onde passaram, marcas da sua existência, que perpetuaram os seus nomes e feitos.
Satisfeitos pelo que deixaram, avistaram o Mar, era a chegada ao fim do percurso, todos os riachos estavam felizes, jurando que nunca se iriam esquecer desta amizade.
Hoje é domingo não me ocorreu mais nada.

3 comentários:

Paula disse...

Bom dia,
Inspirado???
Adorei!!
Muitos, muitos beijos para ti amigo
Paula

Luísa disse...

Lindissimo o texto!

Parabéns e espero que ainda venham muitos mais para todos lermos.

Luisa

lebasi29 disse...

Nem mesmo o rio ou a ribeira se poderão separar,logo que se juntam no mar um dia irão se amar...Beijo,
Boa Semana...