terça-feira, 9 de setembro de 2008

O QUE TU ÉS

És a sombra que vagueia
No mundo do meu pensar
E o sonho que sonhei,
Sem jamais querer acordar!

És a ave que se prendeu
Na gavinha da videira
E o fruto que tombou
Da quinta da quitandeira!

És o acorde da guitarra
Na nostalgia do ser
E o poente sangrento
Quando chega o entardecer!

És o rubor da donzela
Que sente cortejada
E o raio que desponta
No auge da trovoada!

És um ser que me perturba,
Que exalta o meu sentir,
Mas que quando a alma chora,
Os meus olhos faz sorrir !

És alguem que sonhei,
Sem poderes ser o que quero,
P`ra quem olho com ternura
E por te querer desespero !

Ès a vida que dá vida
Quando o desalento espreita
È a visão da ternura
Que encanta e nos deleita !

Ès só tu, tal como és !
Eu sou eu, tal como sou !
És sonho na vida,
Eu, a vida que o sonhou !

Autora: Alda Belo

Espero que seja do agrado....

10 comentários:

Paula disse...

Adorei!!!!
Estás muito poético, ou antes muito dedicado à poesia, porquê?
Beijos grandes
Paula

Luísa disse...

(Palminhas)

É do agrado seu duvida, amigo Luis o Romântico da blogosfera!

Um bom dia de trablho

Beijitos

Luisa

sonhos disse...

Sonhador, com quem sonhas, quem procuras, um dia encontrarás.
Adorei...

Beijinho

ANJA! disse...

Simplesmente divinal...
Adorei!
Anja

lebasi disse...

Bem haja!
Pelo carinho...
Beijo...

Verónica disse...

Bom dia .
Muito bonito !
Pobre é equele que não sonha.
Sonhar é fundamental para não embrutecer !

adelaide disse...

Belos versos que eu entendo.
Parabéns pela escolha

Val disse...

Parabéns Luis linda esta poesia.E muito bom entrar em seu blog e ler lindos poemas que escolha.
Tenha uma tarde maravilhosa.
Beijos de amizade

peciscas disse...

Um texto muito agradável e musical.
Dá letra para canção.

ana silva disse...

Boa noite, peço desculpa desde já por me atrever a vir até ao seu blog, mas não poderia de maneira alguma deixar de agradecer a sua visita ao meu. Sim os meus oiros são os meus filhotes.
E muitos parabens pela linda poesia..