quarta-feira, 25 de março de 2009

O QUE SERÁ PARA MIM…

Na verdadeira essência do sentido da palavra “Comodidade”
Será o “Bem-estar”
Será a “Qualidade”
Será a “Facilidade”
Destas palavras todos nós gostamos que elas estejam sempre presentes na rotina da nossa vida, quem disser que não gosta é muito cruel consigo própria.
Mas será que tendo essas três condicionais sempre presentes diariamente seremos felizes.
Eu pergunto-me se seria feliz se isso acontecesse no que respeita á minha vida por inteiro, por exemplo:
Não seria a minha vida monótona se não tivesse um simples e pequenino nervoso perante uma situação qualquer da vida.
Será mesmo saudável amar alguém que nos faz tudo o que precisamos, quando e onde, sempre presente e disponível.
Será saudável alimentarmo-nos só e unicamente daquilo que supostamente é bom e faz bem á saúde, sem que possamos comer outros nutrientes que também contem anticorpos, embora estes possam conter um sabor algo estranho ou até na sua aparência.
Será que faz bem, termos sempre ajuda em tudo nos nossos trabalhos, levando-nos a um estado de inércia mental e física.
Naturalmente existem muitos mais “será”, mas o que eu penso é que adoro as três comodidades, mas não as desejo levar aos extremos, gostos também de outras coisas que chocam com elas.
Nunca gostei de que me fizessem tudo, contento-me com o suficiente, que é a mutualidade de esforços em entendimentos saudáveis.
Comentei isto porque me estava a incomodar uma situação.
Hoje o jantar foi franguinho assado na brasa do restaurante do Paço, pois não tinha tempo para cozinhar.
Mas não podia deixar de tomar um café no sofá.

DA VIDA
Nem será um desafio
Mas apenas um convite
Aceite venha daí
Eu, estarei sempre aqui
Apenas a ler nunca fique!
Porque a vida, quando é
Vivê-la temos dever
E não apenas deixar
Que alguns a vejam passar
Outros deixarem morrer

Se a vida, enquanto dura
Devemos ter o prazer
Também toda amizade
Deverá ser sinceridade
Para com gosto viver!

Nunca desvalorize ou despreze ninguém
Guarde cada pessoa perto do seu coração
Porque um dia pode despertar
E dar-se conta que perdeu o melhor da vida
Por estar ocupado com coisas menos importantes
E que afinal nunca o eram tanto como as julgava!
(Autor: Artur Fernandes)
Se existem coisas que não esqueço, é de quem me fez bem,
O que nunca permito que volte, é o mal que me fizeram
Bem, desejos de uma maravilhosa viagem pelo paraíso dos lindos sonhos, para que amanha o dia seja passado com muito ânimo.

4 comentários:

Paula disse...

Bom dia,
Pois aqui fica o significado de comodidade:
qualidade do que é cómodo;
conforto;
oportunidade;
ensejo;
(no pl. ) regalo;
(no pl. ) bem-estar.
Beijos,
Paula

Pelos caminhos da vida. disse...

Tudo isso na vida é muito bom.

Uma ótima quinta-feira pra vc amigo.

beijooo.

M@ disse...

Olá, venho convidar você a visitar o meu blog Simplesmente Manuela e levar um presente das 90000 visitas ao meu espaço.
Espero por si
Beijo
Manuela

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO LUÍS, ADOREI O TEXTO E A BELA FOTO... O POEMA SUBLIME AMIGO... ABRAÇOS DE MUITA AMIZADE,
FERNANDINHA