domingo, 15 de março de 2009

DOMINGO SUAVE…

Hoje o dia agradavelmente soalheiro deu para ir passear junto ás docas, levei comigo as raquetes de ténis, pois estava com vontade de ir jogar um pouco depois de passear um pouco pela beira-rio.
Enquanto andava lembrei-me das saudades que tenho de uma amiga que já se encontra longe e partiu só na terça-feira, já estávamos distantes aqui em Portugal, agora muito mais, pois foi em primeiro para os EUA e agora encontra-se no Canadá, escrevemos vastas vezes mas é muito diferente da sua agradável companhia, mas a vida é mesmo assim com encontros e desencontros, o que interessa é que, por muitas razões que a vida dê e obrigue a separações, que a nossa amizade pura continue com a mesma força de vigor nos nossos corações.
Ao chegar ao campo de ténis fiquei a conversar com um casal e decidi emprestar as minhas raquetes ao filho e um amigo deste, a conversa durou até á chegado da hora de abandonar o espaço para almoçar, por esse motivo dirigi-me a casa.
Almocei lasanha comprada no Pingo, depois de ter visto um pouco de TV decidi pôr mãos na tela, como demora tempo na lupa logo me cansei vou ter de fazer por fases, mas vou acabar, eu e as minhas minúsculas, minimalidades.
O jantar chegou, decidi-me pelo entrecosto.
INGREDIENTES:
400 gr – De entrecosto com osso fino
(?) – Batatas pequeninas
1 – Cebola
1 – Dente de alho
30 dl – De vinho tinto
1 – Colher de sopa de margarina
1+ ½ - Colher de azeite
1 – Folha de louro
(?) – Sal e Colorau (qb)
PREPARAÇÃO
Cortei o entrecosto com osso em pedacinhos, salpicando-o com sal, deixei a carne a salgar um pouco.
Lavei as batatas pequeninas com a pele, num tacho a cozer com um pouquinho de sal, não as deixando desfazer-se.
Depois de ter apanhado um pouco do sal, deitei um pouco azeite numa frigideira ao lume para alourar o entrecosto.
Depois juntei a cebola picada, o alho picado, folha de louro e a margarina, fui mexendo com a colher de pau, deitei o vinho e um pouco de colorau, coloquei o lume brando, deixando cozer um pouco.
Descasquei as batatas e juntei-as ao entrecosto praticamente cozido, ainda em cima do lume viram-se devagar as batatas para apanharem a cor do vinho tinto.
Ficou uma delícia e o café também estava bom.
FASCINAÇÃO
Fascinação,
é sentir teu perfume na brisa
acariciando meu rosto e delegando
ao coração seu maisíntimo segredo!
Fascinação,
é acreditar na luz e fazer de cada desejo
uma fonte de inspiração, sentido
no fragmento de lágrima seu lábio,
teus dedos tecendo a vontade de amar
sob o prata banhando nossas brumas
de iniquidades e romantismo!
Fascinação,
é te beber em palavra
se delas não apenas olhar com a alma
mas te sentir em pétalas aveludas
a verdadeira forma de se apaixonar!
Fascinação,
é sonhar os sonhos mais lindos
erguendo em melodias e quimeras mil
castelos encantados por alvoradas e
crepúsculos enobrecidos e abençoados
nas águas da simplicidade
donde nasceu a mágica de viver!
Fascinação,
é ouvir tua voz na lira
afagando meu âmago e seduzindo
meu paladar ao prosaico
beijo de amor!
(Autor: Auber Fioravante Júnior)
Começo de outra semana, espero que seja boa e leve para mim e para todos, felicidades é o meu desejo.

3 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDO LUÍS, TINHA-TE ESCRITO TUDO O QUE FIZ HOJE E APAGOU-SE SEM TER TIDO TEMPO DE O PUBLICAR...AGORA JÁ NÃO TENHO PACIÊNCIA PARA FAZER OUTRO TESTAMENTO... VOU DESEJAR-TE UMA BELA NOITE DE PAZ E AMOR...BEIJINHOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

M@ disse...

dєѕєנσ υмα вσα ѕємαиα, вєιנιинσѕ dα мαиυєℓα, νιѕιтє σ мєυ вℓσg є ℓєνє υмα ℓємвяαиςα.
нттρ://ѕιмρℓєѕмєитємαиυєℓα.вℓσgѕρσт.cσм

sonhos disse...

Gostei da receita e imenso do poema me fascinou comletamente.

Beijinhos