quarta-feira, 8 de abril de 2009

DESTA vez chega vou viver, ai vou vou...

Bem, estou cansado de trabalhar para os demais, vou olhar mais para mim, não posso continuara a despender horas a trabalhar para o “Boneco” e ser amável para todos os que me abordam sem receber nada em troca.
Todos prestam serviços remunerados e eu facilito muito, por esse motivo sou muito requisitado para resolver encrencas, antigamente isso resultava, pois tinha pouco trabalho, mas existem muitos mais a fazer o mesmo trabalho com muito mais vagar do que eu tenho agora.
Necessito de paz e cuidar mais da minha vida pessoal, que quero bem estabilizada mentalmente.
Por causa dessas coisas tive mais uma vez de ir jantar fora, gosto muito da minha comidinha.
Tenho mesmo de mudar, se quiser sossego.
Vou deixar algo para lerem.

“SINTO-ME SÒ”
Sinto-me só.
Verto sem fundo a luz engasgada da esperança,
pelo esgoto de areias movediças
no gume de uma espinha sangrenta
de lágrimas secas.

Sou rígido olhar cego no calor oco
de um grito violento de pedra teimosa,
que é o sol mendigo do meu deserto dorido
sobre um oceano de almas desencontradas.

Desce um golpe ditador
que me fere o seio do desejo,
rasgado às mãos de uma saudade bailarina,
dançando desfocada de voz morta que me inspira
a canção desafinada do frio,
com acordes de uma melodia conturbadamente gélida
sobre o meu corpo chorado de ausência,
talhante dos meus momentos refugiados
no barulho do medo.

Arrasto-me pela cascata ruidosa
do meu sorriso negativo e sem estrelas.

Sorrio desassossego
nascido sobre a sepultura do passado,
errado.
Pelo movimento de guerra dos fantasmas
que secam a árvore do meu continuar
pelas ruínas do vento empolgado por lamentos,
que espancam o meu respirar
contra as paredes do eu pedindo
o rolar da minha cabeça sem abrigo,
no atrito de emoções aos berros sacrificados
num banho de mofo na gaveta das recordações.

Um comboio de escolhas lentas
sustenta a justiça do vazio,
na inércia do meu interior atenuado
por perdões desarrumados sem eco no ego.

Divago agreste
com raiva na bagagem de nada que me enche
o peito com fragmentos de uma culpa
inacabada pela orla da minha consciência,
ancorada no estender cadáver das minhas mãos
enforcadas no rosto da escuridão.

Trajo em mim os soluços de luto da minha lua,
transformada numa besta de conflitos.

Desmaio invadido por paz doente
num antro tosco de tristeza,
perdido num bosque que se alimenta
da lama dos meus suspiros pantanosos e cai,

gasto de nãos no mau odor da noite
armadilhada de solidão reeoferecida na sombra
que me beija a cada luar emboscado,
por perguntas à toa na proa do meu desgosto.

Sinto-me só.
(AUTOR: Henrique de Carvalho Fernandes)
Amanha haverá mudanças, sejam muito felizes é o que mais desejo.

5 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO LUÍS, EU BEM TE DIGO... MAS O MENINO NÃO HOUVE... AGORA DESCANSA...VOU DEIXAR-TE PARA LERES, UM SONETO QUE PUBLIQUEI NO DIA 9-12.2008....

EMOÇÃO

MEU AMOR, DEVAGAR, DEVAGARINHO!
JÁ É NOITE E NÃO QUERO TROPEÇAR!
DÁ-ME A LUZ DOS TEUS OLHOS DE MANSINHO,
NÃO ME OFUSQUES DEMAIS P'RA NÃO PARAR.

QUERO SENTIR CALOR NO TEU CARINHO,
P'RA ME SENTIR DE NOVO ARREBATAR!
QUERO SORVER O ODOR DO ROSMANINHO
P'RA AMAR OS ASTROS E O TEU OLHAR!

E, ENTÃO, VIDA NOVA VIVEREI!
UMA VIDA QUE SEMPRE DESEJEI
COMO SOL A ROMPER A MADRUGADA!

ILUMINADA PELA COMOÇÃO E SEM ESPAÇO PARA A SOLIDÃO,
SEREI AVE LIBERTA, MAS AMADA!

ABRAÇOS E BEIJOS DESTA TUA AMIGA DO VCORAÇÃO,
FERNANDINHA

Val disse...

Boa noite luis,concordo contigo meu amigo.Trabalhe menos e cuide de sua vida pessoal.E o segredo da vida é viver o momento,com muita alegria,amor e paz.Que você encontro o que procura meu amigo.
Aqui ficarei te incentivando.Força amigo!!!
Beijos com carinho

Pelos caminhos da vida. disse...

Páscoa é tempo de Amor,
de família e de Paz…
É tempo de agradecermos
discretamente
por tudo que temos
e por tudo que teremos.

Páscoa é um sentimento
nos nossos corações
de esperança e fé e confiança.
É dia de milagres;
é dia dos nossos sonhos parecerem
estar mais perto,
tempo de retrospecção
por tudo que tem sido
e uma antecipação de tudo que será.
E é hora de lembrar
com amor e apreciação
as pessoas em nossas vidas
que fazem diferença…

Feliz Páscoa.

beijooo.

Paula disse...

Bom dia,
Repetindo o que digo vezes sem conta: Pensa em ti, vive por ti e para ti..
Beijos

Val disse...

Boa noite LUis!Uma feliz páscoa junto a todos que ama. Que este renascer de Cristo seja também um renascer na fé, na caridade e no amor.
Beijos com carinho