quinta-feira, 16 de outubro de 2008

ORA AI ESTÁ- UM POUCO DE SOSSEGO

Queixo-me de ter muito trabalho e pouco ganho, assim sendo hoje, decidi que podia parar um pouco e não me entristecer mais do que ando, passei pela companhia e depois fui visitar umas pessoas amigas para me distrair.
Para levantar animo não há nada melhor que ouvir algo que nos alegre.

Um pescador de caranguejos, quando ia à pesca tinha por hábito nunca tapar o balde em que colocava os caranguejos que ia apanhando.Isso intrigava todas as pessoas que estavam à sua volta.

Um belo dia alguém que o observava já algum tempo, perguntou-lhe:
- Desculpe, mas explique-me porque é que não tapa o balde dos caranguejos? Não tem medo que eles possam escapar?

O pescador olhou para o individuo e muito calmamente respondeu:

- Não é preciso... Estes são caranguejos portugueses: quando um tenta subir, os outros imediatamente puxam-no para baixo!
E ouvi muitas mais até a disposição ficar em cima e esquecer o que se passava á nossa volta, a tarde depois corre uma maravilha.

7 comentários:

ANGEL CHARLIE disse...

Olá amigo. Sabe? Tenho tido incontáveis alegrias nestas Net-viagens, divirto-me, amplio a minha cultura geral e sobretudo em crescente ascensão elevo minha auto-estima pois depois de um sem número de pessoas que passaram em meus blogs, soçobraram umas quantas que hoje já são detentoras de titulo de residência perpetua em meu coração, ontem mesmo tive o ensejo de verificar que eles são meu motivo de felicidade. E aí Deus colocou a mão ao trazer pessoas novas aos meus refúgios, à partida serão todas elas provavelmente meus amigos, mas sei que algumas vão ser efémeras, mas também tenho a certeza de que algumas outras vão permanecer e fazer-me o favor de serem minhas amigas. Espero que você se enquadro na lista dos que ficam, pois admirei a forma como escreve e como tem o dom de nos cativar, “prender” nas suas impressões, primando pelo bom gosto e pela criatividade. Por isso parabéns.
Obrigado por me ter lido, e por me ter visitado.
Um enorme braço do Angel Charlie.

Paula disse...

Olá boa tarde,
Muito bem, nada como parar e não entristecer...alguém me tem dito isto vezes sem conta...
Beijocas,
Paula

de dentro pra fora.... disse...

Eles aprenderam com alguém...há por aí muita gentinha que é como esses caranguejos.. :)

Pelos caminhos da vida. disse...

É por isso que gosto da net.

beijooo.

Val disse...

Boa noite Luis,que bom vc descansou.Querido amigo não fica triste não.Não vale a pena Luis,quero para vc muitas alegrias.
Beijos de amizade

amordemadrugada disse...

Olá!
Quero agradecer a sua presença em minha casitita! Bgda
E depois tb quero dizer que este texto, ou esta conversa do pescador de caranguejos, só está ...certíssima!
Realmente anda meio mundo a tentar fazer cair otro meio...
Mas engraçada tb...
sorrir é meio caminho andado para afugentar fluidos negativos
Digo eu cos nervos...
Deixo-lhe um abracito carinhoso

AMMedeiros disse...

Antes de mais, deixar um sorriso pelo amável comentário e agradável visita ao despretensioso Solilóquios.
Seguidamente, sublinhar o prazer que senti ao entrar aqui no Quatorze (número cheio de simbolismo).
Quanto aos caranguejos portugueses, temo que seja algo crónico e com a actual conjuntura tenda a proliferar como uma epidemia... Temo ainda que possa ser algo mais do que cultural... De tantos aspectos em que me posso orgulhar em ser portuguesa, esse é desolador e vergonhoso.

Um beijo