sábado, 23 de maio de 2009

NEM SEMPRE SE TEM...

Uma continuidade de vida perfeita onde a harmonia impere sempre, pois hoje embora tudo tenha ocorrido sobre as rodas ideais para eu impor a minha velocidade racionalmente segura no que respeita ao desenvolvimento do meu dia, depois destes dias maravilhosos, acontecem imprevistos que trazem também consigo as pétalas, rosas completas, depois por acréscimo por vezes trazem os talos com os espinhos e são estes que não havia necessidade de os trabalhar, digo isto não com receio deles, mas sim pelo motivo de que alguns mais ásperos têm a tendência de se colarem e não mais largarem a pele.
Assim sucede com determinadas pessoas que por se julgarem sabedoras de todos ao assuntos, interferem em tudo com convicções/certezas de que a sua perspectiva de visão sobre esses determinados assuntos é a que está correcta, não permitindo um ponto de vista diferente á sua determinação ideológica.
Por esse motivo eu e mais algumas pessoas tivemos de abandonar um determinado espaço que estava a ser corrosivo com o azedume de mau gosto, até deixando um ar no ambiente deveras intragável e irrespirável, onde só pessoas com uma personalidade pobre e podre conseguiriam coabitar.
Saímos desiludidos com o desenrolar das posições tomadas pelos maus intervenientes, pois estes obrigaram a que tivéssemos o triplo do trabalho para chegarmos a um entendimento, evitando assim nas primeiras instâncias, discussões que provavelmente terminariam em finais negativos e irreversíveis.
Mas o dia chegou ao fim e segunda-feira será outro dia, pois hoje começou mais um fim-de-semana que por motivos prioritários (e aqui sim, imposto a mim e só por mim) desejo que seja plenamente harmonioso e saudável, sem conflitos nem stress.
Lá se foi o meu desejo de efectuar um belíssimo jantar e postar a receita, fiquei pela salada fria habitual, batatas cozidas com as gambas compradas no Pingo Doce, acompanhadas com maionese e o ovo cozido.
Mas depois relaxei no sofá bebendo o café e lendo mais uma pouco.
“A VIDA”
A vida, as suas perdas e os seus ganhos, a sua
mais que perfeita imprecisão, os dias que contam
quando não se espera, o atraso na preocupação
dos teus olhos, e as nuvens que caíram
mais depressa, nessa tarde, o círculo das relações
a abrir-se para dentro e para fora
dos sentidos que nada têm a ver com círculos,
quadrados, rectângulos, nas linhas
rectas e paralelas que se cruzam com as
linhas da mão;
a vida que traz consigo as emoções e os acasos,
a luz inexorável das profecias que nunca se realizaram
e dos encontros que sempre se soube que
se iriam dar, mesmo que nunca se soubesse com
quem e onde, nem quando; essa vida que leva consigo
o rosto sonhado numa hesitação de madrugada,
sob a luz indecisa que apenas mostra
as paredes nuas, de manchas húmidas
no gesso da memória;
a vida feita dos seus
corpos obscuros e das suas palavras
próximas.
(Autor: Nuno Júdice)
Fiquem bem pois é muito tarde, bom fim-de-semana, para vocês tambem.

4 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Estou numa correria amigo,mexendo com mudanças de apê,não tá sendo fácil,estou postando para não deixar meus amigos na mão,mas as visitas são poucas as que estou fazendo,mas tão logo isso tudo fique resolvido,voltarei a visitar normalmente.

Fim de semana de luz.

beijooo.

Paula disse...

Bom fim-de-semana e beijocas:)
Paula

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO LUÍS, MAIS UMA BELA SEMANA, PASSA PELAS NOSSAS VIDAS...
APESAR DO MUITO TRABALHO ESTOU FELIZ, COMIGO MESMA E COM OS MARAVILHOSOS AMIGOS QUE TENHO E TU ÉS UM AMIGO MUITO IMPORTANTE PARA MIM... DESEJO-TE UM BELO DOMINGO...ABRAÇOS DE MUITO CARINHO E AMIZADE,
FERNANDINHA

Val disse...

Boa noite Luis,parabéns lindo a escolha do poema.Que tudo na sua vida brilhe como seu olhos, seja maravilhoso como seu coração.
Tenha um domingo maravilhoso meu amigo.Que sua semna seja repleta de alegrias.
Beijos com carinho