quinta-feira, 7 de maio de 2009

DIA NORMAL…

Fiz de tudo o que gosto, trabalho e lazer, uma boa salada bem temperada com o tempero salteado, ora trabalhava ora relaxava com um ou outro diálogo entre belas pessoas de boa positividade.
Estou mais leve no que respeita a cansaço, o que é bastante agradável para mim.
O jantar foi uma omeleta de camarão com batata e salada, para não dar muito trabalho.
O café estava óptimo como sempre tomado no sofá com a respectiva leitura.
A UMA MULHER
A uma mulher
Não se nega
Um carinho delicado
A uma linda mulher
Não se nega
Um olhar admirado
A uma mulher que ama
Não se nega
Quase nada
Apenas a recusa
De um amor ofertado.
(Autora: Leopoldina)
APRENDENDO A AMAR
Antes,
Quero amá-la como um aprendiz
Investir com lascívia e desejo
No desvendar de seus sensuais mistérios
Com a intensidade de meu corpo servil
Viril, destituído de senso
E ainda pueril...


Então,
Quero amá-la como um macho
Atender com volúpia e vontade
A seus naturais anseios de fêmea
Com a ansiedade de uma vagina molhada
Ávida, apta, plena
E não penetrada


Depois,
Quero amá-la como um sábio
Sentir com paciência as respostas
De seus sentidos e de sua alma
Com a sensibilidade de um seio beijado,
De um corpo trémulo
E saciado...


Enfim,
Quero amá-la como um agraciado,
E já feliz por ter-me dado
Saber, que além de tudo,
Fui por meu amor,
Amado!
(Autora:Leopoldina, MG.)
O texto contem palavras fortes em expressão.
Pois, mais um belíssimo dia de saúde e alegria, algo que tento nunca desperdiçar ou vir perder na minha vida. Fiquem bem com a vida.

5 comentários:

Amordemadrugada disse...

hum...está mais calmo..descansadito
ainda bem
grande poeta é o povo!
Bom fim de semana amigo
besito

Val disse...

Boa noite Luis,que poema lindo.
Que seu final semana seja maravilhosoooo..
Beijos com carinho

mjf disse...

Olá!
Passei para matar saudades :=)

Beijiocas
Boa semana

Balzac disse...

Os poemas APRENDENDO A AMAR e A UMA MULHER, são de autoria do poeta mineiro de Leopoldina: José Antônio Gama de Souza-Balzac.
Fineza conceder os devidos créditos.

Balzac disse...

Os poemas APRENDENDO A AMAR e A UMA MULHER, são de autoria do poeta mineiro de Leopoldina: José Antônio Gama de Souza-Balzac.
Fineza conceder os devidos créditos.