terça-feira, 4 de novembro de 2008

DE UM OCEANO PARA UMA ILHA…

Ontem muito trabalho hoje, sossego a fazer simulações orçamentais no computador, a paz está instalada por enquanto, mas eu gosto mais de efectuar as minhas visitas, desde que não sejam trabalhadas com imensas pressões de tempo.
Lembram-se daquele Sr. do stand de automóveis, O Sr. Fausto e “o acidente do genro e a sogra”, pois ai vem outra das dele.
Numa destas manhas de frio de rachar a lenha mais verde e de estalar os dentes mesmos os sãos.
Uma senhora chega ao stand e diz que o seu carro novo está com muito ruído, está qualquer coisa a estragar-se, ele anda bem, eu paro e o ruído já nem é muito, depois deixa de se ouvir.
-Já andei vinte e cinco quilómetros e venho com medo de desmanchar-se qualquer coisa.
O Sr. Fausto pede para ela sair e vai pôr o carro outra vez a trabalhar, foi nessa altura que ele ouve perfeitamente o ruído, começa a rir-se em altas gargalhadas.
A Sra. olha para ele de um modo incomodada com a situação, pois não entendia o motivo de tanta graça, ai faz a pergunta.
- Qual é a graça, não diga que já se estragou algo?
Ai, o Sr. Fausto de dentro do carro abre o capou e vai saindo, sempre sorrindo, diz para a Sra.
- Acalme-se minha senhora, quer ver o seu problema, um gatinho todo encolhido e enroscado entre o filtro do ar e o motor.
Ela ficou admirada e aliviada com tal situação e feliz pelo gatinho não se ter aleijado, o mais difícil foi tira-lo sem o Sr. Fausto ser arranhado, mas por fim saiu.
Todos se riram, ai a Sra. disse se lhe podiam arranjar uma caixinha, pois queria ficar com aquele que viria a se chamar “Milagre”.
Fim da história e fiquem bem, por esse e este lado do Mundo, felizes.

PENSAMENTO
Não há criaturas mais amargas,
que aquelas que são,
doces por interesse.
(Autora desconhecida)

11 comentários:

Violeta disse...

Ainda bem que houve um final feliz.
É bom saber que há quem goste dos bichinhos.

Boa semana

Sonhadora... disse...

Gostei, ainda bem q o gatinho estava bem e ela quis ficar com ele.
Uma vez tb aconteceu de um filhotinho se esconder dentro da máquina de lavar roupa, mas deu prá perceber antes de ligá-la pelo barulhinho q ele fazia...ah! esses bichinhos são demais...rs

mil beijinhos e bom soninho!

im disse...

Muito bem pensado...mas infelizmente o que mais se encontra são criaturas doces verdadeiramente amargas.

beijos

Nela disse...

Luis, em primeiro obrigado pelas suas palavras no meu blog,agradeço muito, em segunda que engraçada história verdadeira,mas como teria o gatito entrado para tal sítio? estranho não é, mas ainda bem que o sr. o tirou, assim já tem casa e dona e com o tempo que está eu além das pessoas claro, mas que muitas o fazem por opção, enquanto os animais, coitadinhos são abandonados e com o frio, e a chuva eu morro de pena deles.Sabe devia escrever um livro amigo, é verdade com as histórias verdadeiras que lhe contam, era engraçado, já pensou nisso? e a dona do carro se tivesse aberto primeiro o capôm,não seria má ideia rsrsrs, fique bem amigo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Que bom se todas as histórias tivessem um final feliz como esse.

Que seu dia hoje seja de gdes realizações.

Bom dia amigo!

beijooo.

Rui Caetano disse...

Quando tudo acaba bem está tudo bem.

GraçaGrega disse...

Um verdadeiro milagre sem dúvida,
se pudesse adoptava esse gatinho, adoro gatos, é o meu animal preferido...
Ainda bem que não passou de um susto, mais para o bichano do que para a senhora...:-))
Beijo.

Val disse...

Boa noite Luis,este Sr.Fausto tem boas historias para contar.O gatinho foi esperto arrumou um lugar quentinho,só não imaginou que poderia ficar enroscado que situação.Ainda bem que com suas confusões arrumou um lar e sera amado e não passara nem frio e fome.Sua reflexão de hoje esta otima parabéns.
Beijos

amordemadrugada disse...

Ola
já vi assim alguns gatitos...enroscadinhos...e tal...
mas termina sempre bem...
beijito

Safira disse...

Gatinho valente, que se aguentou sem cair durante 25km.
Tadinho do bichano...mas acabou por lhe sair a sorte grande ao entrar para o motor: casinha e mimo!

Beijinhos

Paula disse...

Olá de novo....
Pois eu também queria um dia de trabalho sossegada... Já não sei o que isso é há meses..
Beijocas grandes,
Paula