segunda-feira, 20 de julho de 2009

SINTO-ME UM ESTRANHO…

De facto é o que sinto ao iniciar algo, mesmo que já tenha feito algo parecido, as situações apresentam-se de alguma forma diferentes do passado.
A vida continua a ser sociavelmente satisfatória, com encontros agradáveis e recheados de bons temas e momentos, as pessoas quando me reencontram recebem logo um impacto de energia positiva só pelo facto de se recordarem da minha alegria positiva e de certa forma alienígena aos problemas da presente realidade social.
Todos os temas que tentem denegrir o meu alto astral são repelidos logo com outros temas e contextos de vida, as conversas não têm necessariamente de ser sobre os males deste Mundo, mas sim, voltadas mais sobre aqueles temas que são bons, que nos enchem de energia e alegria, estes sim, dão forças para se continuar a viver com um coração forte, dono de um livre batimento e não oprimido e sufocado num aprisionamento.
Mas o meu dia foi excelente, acordei cheio de saúde e segundos depois estava em pé, direito, com enorme vontade segura de avançar mais uns passos no presente e descobrir um pouco mais do meu trajecto de futuro.
Por falar em futuro, hoje vou confeccionar algo de agradável ao jantar para mim, bifinhos com cogumelos.

INGREDIENTES
3- Bifinhos de Vitela
¼ - Lata de Cogumelos
(?) – Manteiga (qb)
(?) – Orégão (qb)
(?) – Sal (qb)
(?) – Pimenta (qb)
PREPARAÇÂO
Em primeiro coloquei os bifinhos numa travessa e salpiquei-os com um pouco de sal e pimenta.
Depois aqueci um pouco de manteiga na frigideira e fritei os bifinhos, eu gosto deles mal passados, ah, ah, ah.
Depois aqueci mais um pouco de manteiga e coloquei os cogumelos temperados com um pouco de sal, pimenta e um pouquinho de orégão moído.
Tinha já confeccionado um pouco de arroz branco e estrelei um ovo, mas pode ser acompanhado com outros acompanhantes, pois tem um pouco de molhos.

Vai ficar uma maravilha e para o café do sofá vou tentar ler algo parecido com isto que li.
Transforma-se o amador na cousa amada
Transforma-se o amador na cousa amada,
Por virtude do muito imaginar;
Não tenho logo mais que desejar,
Pois em mim tenho a parte desejada.
.
Se nela está minha alma transformada,
Que mais deseja o corpo de alcançar?
Em si sómente pode descansar,
Pois consigo tal alma está liada.
.
Mas esta linda e pura semideia,
Que, como o acidente em seu sujeito,
Assim co"a alma minha se conforma,
.
Está no pensamento como ideia;
E o vivo e puro amor de que sou feito,
Como matéria simples busca a forma.
Luís de Camões
Se tanta pena tenho merecida
Se tanta pena tenho merecida
Em pago de sofrer tantas durezas,
Provai, Senhora, em mim vossas cruezas,
Que aqui tendes uma alma oferecida.
.
Nela experimentai, se sois servida,
Desprezos, desfavores e asperezas,
Que mores sofrimentos e firmezas
Sustentarei na guerra desta vida.
.
Mas contra vosso olhos quais serão?
Forçado é que tudo se lhe renda,
Mas porei por escudo o coração.
.
Porque, em tão dura e áspera contenda,
É bem que, pois não acho defensão,
Com me meter nas lanças me defenda.
Luís de Camões
Bem e por aqui fico na esperança de que todas as pessoas tenham um acordar feliz e um dia cheio de belos momentos.

3 comentários:

Val disse...

Boa noite Luis,lindo a poesia que escolheu querido.Amigo a amizade e mais que perolas preciosas.Amigos que permaceram ,dentro de nossos corações.
Luis,continue sendo esta pessoa linda que é amigo,com um astral e positivo.Porque são pessoas especial como você que faz a diferença neste mundo querido.
Adorei seu jantar hoje,rs...assim;não vale me deixou com agua na boca amigo.
Beijos com carinho

Amordemadrugada disse...

ah, voltou!
ainda bem1
Bom começo de semana Luís
beijito

Rabiscando disse...

Luís, sempre o q é novo se torna um pouco diferente, mesmo qdo se conhece, pois como pensamos hj certamente amanhã será um pouco diferente.
Gostei do teu jeito otimista e da tua maneira de encarar os fatos.

E a receita... hummmm

beijos!