quinta-feira, 23 de julho de 2009

NOTICIAS AGRADAVEIS…

Como se recordam tenho uma amiga chamada Inês que se encontra no Canadá a estagiar, fiquei hoje a saber para surpresa minha, que poderá estar de regresso mais cedo do que se pensava, assim sendo não poderia acabar melhor o meu dia de trabalho, com uma noticia tão agradável.
Estou ansioso pela sua chegada e logo, logo iremos estar todos juntos a festejar lá em baixo na Quarteira, onde estive á pouco e sem ela é diferente.
Como tinha anunciado antes iria contar um pouco do tempo que estive ausente, alem do imenso trabalho em estudo que tive de realizar também tive direito a uns dias de descanso.
Só foram quatro dias, mas de alguma forma intensos, percorri muitos quilómetros em pouco espaço de tempo, mas fizemo-los em forma relaxada e com o intuito de encontrar algo de diferente e desconhecido para nós, eu, a Luísa, a Irene e o Carlos já tínhamos ido pelo lado de Ponte de Sor, como o destino era o Rosário perto do Alandroal, decidimos escolher a estrada Abrantes, Ponte de Sor onde jantamos calmamente na esplanada da encosta, como sempre o conjunto segui a regra numero um, proibido falar de trabalho, isso é tabu e do trabalho é só quando o estamos a realizar, ai sim podemos conversar.
Falamos de assuntos de ambientes sociais e particulares, onde cada um conta as suas aventuras especiais das suas rotinas extra laborais.
È sempre agradável quando uma pessoa consegue amigavelmente partilhar as suas boas ou más experiencias, de tal modo, descomprime o que estava oprimido e assim sentir-se satisfeita ao desabafar, pode ser até uma piada ou anedota que tenha ouvido, um feliz momento passado ou outra coisa qualquer, o resultado do acto é de satisfação para todos.
Era tarde e ainda tinha-mos alguns bons quilómetros para andar, pois decidimos ir descansar em Estremoz, assim estaríamos quase no Alandroal, abalamos contentes com os momentos passados.
Chegamos á estalagem, mais um café e logo cada um para o seu quarto, a Irene e a Luísa dormiram juntas, tínhamos de acordar cedo para podermos ir devagar.
O acordar foi agradável para as meninas que tiveram direito a uma surpresa minha, eu próprio fiz o pequeno-almoço, com a ajuda do Carlos, escolhemos algumas frutas num supermercado e eu preparei 4 tigelas alentejanas de salada de fruta aos pedacinhos, naturalmente cortados em feitios ao género das minhas brincadeiras com algumas ideias malandras do Carlos, elas chegaram e rimos a bom rir sobre um ou outro pedacinho até que partimos com elas ainda a chorar, ah, ah, ah.
Chegamos mesmo a tempo de ajudar o Francisco no almoço, nosso amigo do Alandroal.
Passamos dois dias excelentes, fomos sempre para o rio Guadiana, onde encontramos um sossego divinal, passamos por algumas peripécias neste ambiente saudável e tranquilizante, vimos e ouvimos as aves, coelhos bravos a brincando ao longe no meio dos sobreiros, a agua límpida e serena do rio convidou a uns maravilhosos e refrescantes banhos, fizemos jogos e brincamos como adolescentes.
Fizemos uma viagem rápida á Quarteira onde almoçamos e passeamos um pouco, cumprimentamos alguns conhecidos, o tempo voou e junto á tardinha janta-mos, pois seria a ultima noite das curtas férias.
Depois disto tudo depressa passou a correr e quase sem dar por isso estava de regresso ao meu lar.
Como o texto está enorme, as receitas que confeccionei e brincadeiras terão de ficar para amanha, ah, ah, ah.
Espero que estejam felizes também.

1 comentário:

Amordemadrugada disse...

Isso é ke é divertir-se
só eu nao tenho um amigo assim...real e sincero! lolBom fim de semana Luis
besito em tu