sábado, 17 de julho de 2010

HOJE AO SÁBADO…

Venho aqui hoje porque estarei indisponível amanha para visitar os vossos maravilhosos espaços. Vou ter a companhia das amizades especiais que falei anteriormente, pena é que seja só por breves momentos, vai ser divertido.
A vida nem sempre é perfeita, mas, podemos sempre dar um jeito de que possa ser mais divertida e constantemente refeita.
Os prazeres que se podem tirar dela são imensos, mesmo que se tenha pouco, existe muito de belo neste ainda de alguma forma natural Mundo, para ser aproveitado para induzir a uma plena felicidade.
As desilusões tornam muitas vezes as pessoas mais sensíveis a muitos aspectos da vida diária, alguns aproveitam para vive-la de maneira diferente, naturalmente que cada um interpreta e reage á sua maneira, mas se, se é positivo, as coisas boas da vida tem cada vez mais valor.
È bom viver, crescer sonhando em alcançar o que de direito deveríamos ter, uma alma pura no nosso próprio ser.
Bem, mas prometi a receita do pato que comi lá.
Ingredientes:
1- Pato (+ ou -) 1,2 kg
2 - Cebolas
2 - Alhos
50 g - Presunto
200 g - Bacon
150 g - Chouriço
2 l – De água
2 - Colheres de sopa de azeite
(qb) - Sal
1- Limão (sumo)
300 g - Arroz
Preparação:
Lava-se e arranja-se o pato.
Descasca-se e corta-se em rodelas as cebolas e os alhos; coloca-se tudo num tacho, junta-se o azeite e o bacon cortado em fatias, depois junta-se no tacho o pato, deixa-se alourar virando de todos os lados para alourar por completo.
Depois de bem alourado, tira-se o pato do tacho e deita-se a água (2 litros) no refogado.
Quando a água levantar fervura, coloca-se o pato de novo no tacho, com o chouriço.
Deixa-se ferver até a carne estar cozida.
Tira-se o pato do caldo, deixa-se arrefecer um pouco e depois desfia-se.
Côa-se o caldo e depois leva-se ao lume até levantar fervura, põe-se o arroz no caldo (caldo medido para a quantidade de arroz) junta-se-lhe o sumo do limão, deixa-se cozer em lume brando.
Depois tira-se do lume quando estiver quase cozido.
Coloca-se num tabuleiro uma camada de arroz e dispõe-se por cima o pato desfiado; cobre-se com o restante arroz e decora-se com o presunto, o bacon e o chouriço.
Depois vai ao forno para alourar.
.
Estava um espectáculo, ainda não esqueci o maravilhoso sabor.
Desejos de um belíssimo fim-de-semana para todo o Mundo. Agradecido por serem quem são, Boas Amizades.

2 comentários:

Amordemadrugada disse...

Ainda bem que começa a deixar de lado as preocupações da vida, meu amiguito!
Também gostava de poder sair assim um cadito...de quando em vez...mas...
life is life!
Bom, vou já tirara sua receita de pato! O meu filhote adora arroz de pato!
Bgda Luís
Besito doce, meu amigo
Divirta-se

amordemadrugada disse...

Que tudo tenha corrido bem Luís!
boa semana
beso